Uma série de vulnerabilidades críticas foi descoberta nos chipsets da Qualcomm, que permitiu que hackers comprometessem os dispositivos Android remotamente, enviando pacotes maliciosos, sem a interação do usuário. A falha foi descoberta por pesquisadores de segurança da equipe Blade da Tencent.

As vulnerabilidades, coletivamente conhecidas como QualPwn, residem na WLAN e no firmware de modem dos chipsets Qualcomm que são usados em centenas de milhões de smartphones e tablets Android. A Qualcomm depois de notificada, lançou atualizações de conserto e alertou as fabricantes de smartphones, como o Google e a Samsung, sobre o problema. O Google liberou recentemente uma correção em seu Boletim de Segurança para Android.

publicidade