EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Prepare-se: a partir do ano que vem, dispositivos de todos os tipos contarão com entradas USB com velocidades de transferência de dados muito mais altas. Isso porque o USB-IF (Fórum de Implementadores do USB) definiu as especificações técnicas que padronizarão a nova geração do conector, que estarão disponíveis para fabricantes em breve.

O resultado do USB4 é que a nova entrada conseguirá transferir até 40 gigabits de dados por segundo, o que é o dobro do USB 3.2, a versão mais recente do padrão de conectores. Com isso, o USB também iguala as taxas de transferência do Thunderbolt 3.

publicidade

Para quem se preocupa com compatibilidade, o USB4 será retrocompatível e manterá o formato USB-C (que se tornou padrão em celulares atualmente). Isso significa que se você tem algum dispositivo USB 3 ou Thunderbolt 3 utilizando um conector USB-C, você poderá conectá-la normalmente a um computador que tenha uma entrada USB4, por exemplo.

O novo padrão também mantém uma característica importante do USB 3, que é ir além do suporte à transferência de dados; ele também suporta protocolos de vídeo, o que significa que veremos mais monitores conectados a computadores por meio de USB, e não apenas HDMI.

Uma das missões do USB 4 é, em essência, unificar os padrões USB3 e Thunderbolt, permitindo maiores velocidades de transferência e habilitando usos que hoje só são possíveis com o Thunderbolt 3, que já suporta 40 Gbps de velocidade. Entre as possibilidades estão as placas de vídeo externas, que hoje dependem de entradas Thunderbolt justamente pela velocidade superior.

 

publicidade

Via Engadget