EnglishPortugueseSpanish

A União Europeia não está satisfeita com o poder que as companhias têm sobre dados de usuários e poderá introduzir novas regras para coibir usos irregulares destas informações. Nesta sexta-feira (13), a chefe da agência de defesa da concorrência do bloco, Margrethe Vestager, sinalizou como poderá fortalecer a regulação sobre empresas norte-americanas como Facebook e Google.

“Se queremos definir o mercado, definir o que é aceitável e o que não é, então o que precisamos não é de mais fiscalização da competição. Precisamos de regulação. De regras mais amplas para termos certeza de que a maneira pela qual as companhias coletam e utilizam os dados não prejudique valores fundamentais de nossa sociedade”, afirmou Vestager, durante conferência em Copenhague.

publicidade

Vestager, recém-eleita para mais cinco anos à frente do cargo, considera que as leis de proteção ainda são frágeis. Para ela, as regras adotadas pela UE deram aos europeus controle sobre dados pessoais, mas ainda não ajudam em casos de uso irregular das informações pelas companhias, principalmente em situações com fins políticos.

A gestão de Vestager tem se notabilizado pelas multas aplicadas a grandes empresas do setor de tecnologia. Valores próximos aos 10 bilhões de euros foram cobrados do Google e Qualcomm após os tribunais determinarem ações ilegais das gigantes para conter rivais.

Fonte: Reuters

publicidade