EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Servidores de sites que oferecem produtos e serviços ilícitos precisam levar a sério a segurança física do estabelecimento. Os responsáveis por uma dessas plataformas levaram a sério esse conceito: investigadores da Alemanha descobriram e desmantelaram um data center ilegal montado dentro de um bunker desativado da OTAN.

O principal suspeito das autoridades nesta investigação é um homem holandês de 59 anos, como informa a Associated Press. Ele teria adquirido o estabelecimento na pequena cidade alemã de Traben-Trarbach, que tem menos de 6 mil habitantes. A compra foi feita em 2013 e desde então o local foi transmado em um datacenter enorme e ultrasseguro.

publicidade

Segundo a acusação, o datacenter era disponibilizado a clientes interessados exclusivamente em oferecer serviços ilegais, como o tráfico de drogas online e comercialização de ferramentas para o cibercrime. Entre as páginas hospedadas no serviço estavam sites como a “Cannabis Road”, especializado na venda de drogas, o “Wall Street Market”, site desativado que ia um pouco além das drogas e também comercializava ferramentas hackers e sistemas para crimes financeiros, além de um site chamado “Orange Chemicals”, especializado em drogas sintéticas. Um ataque por meio de botnets à operadora Deutsche Telekom também foi ligado ao bunker.

Como resultado da operação sete pessoas foram presas sob o pretexto de risco de fuga, mas um total de 13 pessoas estão sob investigação. Elas são suspeitas de várias acusações, que vão desde crimes fiscais até auxílio na distribuição de pornografia infantil. As prisões foram realizadas na cidade de Schwalbach, na região de Frankfurt. Também foram realizadas operações de busca na Holanda, na Polônia e em Luxemburgo.