EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma jovem do Cazaquistão, com apenas 14 anos, morreu depois que seu smartphone explodiu debaixo de seu travesseiro enquanto ela dormia. Alua Asetkyzy Abzalbek, residente da cidade de Bastobe, foi dormir ouvindo música e foi encontrada morta na manhã seguinte.

Reprodução

publicidade

Alua Asetkyzy Abzalbek, em foto postada por uma amiga no Instagram

Segundo a polícia local, o aparelho estava plugado à tomada, e especialistas forenses confirmaram que houve uma explosão no compartimento da bateria, provavelmente resultado de uma sobrecarga. A marca do aparelho não foi divulgada, mas a julgar pela foto abaixo, publicada pelo site East2West News, trata-se de um smartpone Android.

Reprodução

O smartphone de Alua após a explosão

publicidade

Explosões em smartphones infelizmente são comuns. Geralmente são causadas por baterias inchadas que continuaram em uso, ou por carregadores piratas que sobrecarregam a bateria fazendo com que entre em curto-circuito.

Além do dano material ao smartphone, elas podem causar sérios ferimentos ao usuário caso o aparelho esteja próximo ao corpo no momento. Se não pela violência da explosão, pela alta temperatura das chamas quando os componentes internos, feitos com lítio, um metal extremamente volátil, entram em combustão.

Para prevenir acidentes, vale seguir estas dicas: não use baterias e carregadores piratas. Pare imediatamente de usar e carregar o celular se a bateria estiver estufada. Não coloque um celular carregando debaixo de qualquer objeto que possa evitar a dissipação de calor ou seja inflamável (como travesseiros). E nunca, jamais, use um celular conectado ao carregador perto da água.

Fonte: LADBible