Segundo as operadoras de telefonia, as parabólicas podem atrasar a implementação do 5G em até 3 anos no Brasil já que os usuários terão que mudar da banda C para a banca Ku. São 12 milhões de parabólicas em operação no país que precisariam ser adaptadas. O atraso que pode ocorrer é por causa da comprovação feita pela Anatel neste ano que certificou que o sinal da rede 5G interfere no sinal da TV aberta captado pelas antenas parabólicas. A Associação Brasileira de Rádio e Televisão estima que o custo da migração ficaria cerca de 9,6 bilhões de reais. Já as operadoras de telefonia sugeriram a instalação de um filtro nas antenas que custa de 140 a 240 reais.

 

publicidade