Mesmo sob condições extremas, como campos de refugiados e catástrofes naturais, a invenção de um engenheiro espanhol, 75, pode aliviar a falta de água nessas situações. Trata-se de um protótipo capaz de produzir até 3 mil litros de água potável por dia.

O gerador de água potável funciona de uma maneira bem simples. O protótipo captura o vapor de água presente na atmosfera e causa sua condensação. Com isso, são formadas gotas de água, que caem em um local a quase 30ºC. Graças a alguns filtros, o líquido é transformado em potável e, então, pode ser armazenado pronto para consumo.

No site oficial da Aquaer Generators, empresa espanhola que detém a patente, um texto explica que a máquina não agride o meio ambiente e não polui o ar. O governo da Namíbia, país africano com sérios problemas de seca, já encomendou a fabricação de 1,5 mil unidades do gerador.

Como o processo é automático, o usuário só precisa estar ciente da limpeza dos filtros para que a máquina possa produzir o H2O líquido sem obstáculos. O custo por litro de água depende do preço do kWh no local.

publicidade

Fonte: Engenharia É