EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma carga inusitada foi enviada para a Estação Espacial Internacional no último fim de semana. Entre suprimentos para a tripulação e hardware contido em um foguete de reabastecimento da Northrup Grumman, havia também doze garrafas de vinho, segundo o TechCrunch.

Para o alívio de muitos, o vinho não foi enviado para consumo dos astronautas. As doze garrafas são obra da startup francesa Space Cargo Unlimited, que nomeou a missão de “Vitis Vinum in Spatuim Experimentia”, algo como “Experimento de uvas vermelhas no espaço”. A ideia é estudar os efeitos da microgravidade e radiação espacial no processo de envelhecimento do vinho.

publicidade

As garrafas permanecerão na Estação Espacial Internacional pelos próximos doze meses, enquanto amostras do mesmo lote envelhecem simultaneamente no nosso planeta. Depois que o “vinho espacial” retornar à Terra, os pesquisadores vão analisar as duas amostras para determinar como o espaço afeta o processo de fermentação do vinho, incluindo testes de degustação, para ver se houve mudança no sabor da bebida.

De acordo com publicação no site da Space Cargo Unlimited, a missão é “o primeiro programa de pesquisa abrangente conduzido na Estação a se concentrar no futuro da agricultura para uma Terra em constante mudança”.

Essa não é a primeira vez que uma bebida é enviada ao espaço, tanto uísque quanto cerveja já foram enviados para “fermentação espacial”.

O projeto da Space Cargo deve trazer novidades sobre a fermentação espacial, mas também pode representar um primeiro passo para o estabelecimento de comércio espacial. O modelo de negócio da startup envolve um sistema no qual a pesquisa será paga em parte por uma parceria de bens de luxo que fornecerá um baú personalizado cheio de objetos levados ao espaço, para patrocinadores que apoiam o projeto. O destaque desse baú será uma garrafa de vinho.

publicidade

 

Via: TechCrunch