Pesquisadores da Universidade Deakin, na Austrália, afirmam ter feito um avanço tecnológico muito importante. Os cientistas conseguiram desenvolver baterias de lítio com o dobro da capacidade energética atual.

A nova tecnologia usa um polímero sólido para substituir os solventes líquidos voláteis normalmente usados como eletrólitos nas células atuais das baterias. A equipe acredita que esse eletrólito baseado em polímero sólido permitirá que as baterias se tornem mais seguras. Os pesquisadores esperam que as novas baterias cheguem ao mercado nos próximos anos.

publicidade