O Sistema Solar ainda é cercado de mistérios. Muitos dos planetas apresentam particularidades que os diferem uns dos outros. Para ilustrar isso, James O’Donoghue, ex-funcionário da Nasa, e que agora faz parte da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), divulgou uma série de vídeos que mostram detalhes de como os planetas se comportam.

Os vídeos foram produzidos com o intuito de mostrar como os planetas se movem, mas acabam apresentando uma maneira totalmente nova de enxergar o Sistema Solar. As produções foram compartilhadas diretamente na conta do Twitter de O’Donoghue.

publicidade

O primeiro tuíte mostra o movimento relativo dos planetas dividindo-os em “fatias”. Ao empilhar esses planetas, pode-se ter uma noção de como se movem em comparação um com o outro. Júpiter, por exemplo, ocupa o meio da simulação, e gira 2,4 vezes mais rápido que a Terra.

O segundo tuíte mostra não apenas a rapidez com que os planetas se movem em relação um ao outro, mas também suas inclinações em relação ao plano orbital compartilhado. Cada um deles possui uma inclinação própria.

Por fim, o terceiro tuíte mostra as velocidades relativas da órbita da Terra em relação à sua órbita ao redor do Sol; órbita do Sol ao redor da Via Láctea e a velocidade da Via Láctea através da Radiação cósmica.

Essas representações são bem interessantes para o entendimento das propriedades dos planetas do Sistema Solar, e de como eles se comportam em relação à Terra, por exemplo.

Via: Nerdist