EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Há diversas formas de se fazer café. Uma das mais populares, seja por sabor ou praticidade, é utilizando máquinas de café expresso. Contudo, um grupo de cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, criou uma fórmula matemática para produzir o melhor expresso. A conclusão foi que grãos mais grossos criam uma mistura mais saborosa e diminuem o desperdício.

Ao contrário da crença popular, o resultado foi uma extração maior dos compostos do café, além diminuir os riscos de se entupir o coador, o que ocorre quando o grão está mais moído. Para chegar a essa conclusão, Jamie Foster e os demais cientistas criaram um modelo matemático do coador da máquina de expresso. Primeiro, utilizaram apenas uma partícula para os cálculos, antes de fazerem as contas com o tamanho real do recipiente.

publicidade

Uma pequena cafeteria em Oregon usou os resultados da pesquisa para mudar sua forma de fazer o café. Em um ano, a economia do estabelecimento foi de mais de R$ 15,5 mil reais. “Se todos fizessem isso, seria possível economizar bilhões de dólares na indústria”, destacou Foster.

A Associação Britânica de Café afirmou que a descoberta “é extremamente importante para as empresas de café e os varejistas”, destacando que a pesquisa pode ter um impacto grande no mundo.

Via: UOL

publicidade