EnglishPortugueseSpanish

MWC ameaçado pelo coronavírus

Redação 5 de fevereiro de 2020

No fim de fevereiro, acontece em Barcelona a Mobile World Congress, a MWC, maior feira de tecnologia móvel do planeta. Tudo indica, porém, que pode haver um esvaziamento do evento. Isso porque algumas das maiores empresas do setor estão anunciando que não participarão da conferência. O motivo? O surto global de coronavírus.

A feira reúne milhares de pessoas vindas de todas as partes do planeta em um espaço fechado, o que cria o cenário perfeito para a propagação do vírus. Pensando nisso, a chinesa ZTE, que ganhou força nos últimos anos com os celulares da linha Nubia, foi a primeira a anunciar sua desistência.

publicidade

Pouco tempo depois, foi a vez de a LG informar que não vai participar da feira. A companhia alega que está preocupada com a segurança de seus funcionários, parceiros e clientes. A ausência de empresas de alto calibre faz que outras, que temiam não participar do evento e dar muito espaço às concorrentes, sintam-se mais à vontade para retirar-se da feira.

É natural que as demais companhias do setor cancelem suas participações, especialmente as chinesas, como Xiaomi, Huawei, Oppo e Vivo. A sul-coreana Samsung, por exemplo, já tem marcado um evento à parte para revelar o Galaxy S20, então não tem tanto a perder se não participar da MWC.