EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Nasa está preparando a nova geração de astronautas, que farão parte do projeto Artemis, destinado à Lua e Marte nos próximos anos. E por isso, iniciou a seleção de candidatos que audaciosamente empurrarão as fronteiras da humanidade dentro do Sistema Solar.

A agência aceitará pedidos entre os dias 2 e 31 de março para a próxima classe de astronautas da Artemis Generation. Os requisitos básicos a serem aplicados incluem a cidadania dos Estados Unidos e o mestrado em um campo STEM, incluindo engenharia, ciências biológicas, ciências físicas, ciências da computação ou matemática, de uma instituição credenciada.

publicidade

Os candidatos também devem ter pelo menos dois anos de experiência profissional relacionada ou pelo menos mil horas de tempo de piloto em comando em aeronaves a jato. Os candidatos a astronautas devem passar pelo teste de voo espacial de longa duração da Nasa. Os selecionados serão anunciados até 2021.

“Estamos comemorando nosso vigésimo ano de presença contínua a bordo da Estação Espacial Internacional em órbita baixa da Terra este ano, e estamos prestes a enviar a primeira mulher e o próximo homem para a Lua em 2024″, disse o administrador da Nasa, Jim Bridenstine.

Como parte do processo de seleção, os candidatos deverão ainda, pela primeira vez, fazer uma avaliação on-line que levará até duas horas para ser concluída. Depois de concluírem o treinamento, os novos astronautas participarão do lançamento de foguetes e naves espaciais americanas, desenvolvidas para o Programa de Tripulação Comercial da Nasa e trabalhar a bordo da Estação Espacial Internacional.

Os astronautas da geração Artemis também trabalharão de perto com o a espaçonave Orion, que levará os pesquisadores para a órbita lunar em 2024. A Nasa planeja estabelecer uma exploração lunar sustentável até 2028. Obter novas experiências na Lua e ao redor dela preparará a agência para enviar os primeiros humanos a Marte em meados da década de 2030.

publicidade

Desde a década de 1960, a Nasa selecionou 350 pessoas para treinar como candidatas a astronautas em suas missões. Com 48 astronautas no corpo ativo, a agência precisa de mais pessoal para formar a tripulação que irá impulsionar a exploração espacial a partir das missões Artemis.