EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O maior evento de tecnologia móvel do ano, o Mobile World Congress (MWC), está cancelado. O motivo: o surto do Coronavírus COVID-19 que assola a China. Em comunicado por e-mail John Hoffman, CEO da GSM Association (GSMA) – a organizadora do MWC – , disse que o surto tornou “impossível” a realização do evento.

Abandono em massa

A decisão vem depois que a Apple, Amazon e Sony, AT&T, BT, Cisco, Deutsche Telekom, Facebook, HMD Global (que produz os smartphones Nokia), Intel, LG, ZTE e Ericsson, McAfee, Mediatek, Nvidia, Orange, Royole, Vivo, Vodafone e Volvo terem cancelado sua participação, numa onda de desistências que começou há cerca de uma semana. A Samsung, Huawei, Oppo, Xiaomi, Realme e Motorola haviam confirmado sua presença.

publicidade

A TCL havia cancelado sua coletiva de imprensa, mas planejava manter seu stand. Huawei e Oppo haviam informado que toda a equipe chinesa que iria participar da feira passararia por uma quarentena de 14 dias fora da China antes de ir a Barcelona.

A GSMA esperava que a feira, com duração de quatro dias, atraísse 100 mil visitantes de 200 países e gerasse cerca de 14 mil empregos temporários em Barcelona. A prefeita de Barcelona, Ada Colau, chegou a afirmar ao jornal espanhol La Vanguardia que a cidade estava “perfeitamente preparada” para receber o MWC.

A importância do MWC

Mais do que uma “vitrine” para novos produtos, o Mobile World Congress é uma feira de negócios. É lá que operadoras se reúnem com fabricantes para negociar aparelhos que irão compor o portfólio oferecido a seus clientes, que fornecedores apresentam novas tecnologias ou componentes e que OEMs apresentam projetos de aparelhos que podem chegar ao mercado com o nome de marcas locais, como Positivo ou Multilaser, no caso do Brasil. Ou seja, é um evento para “ver e ser visto”.

Também é durante o MWC que ocorrem discussões técnicas que irão impactar a definição e implantação de novas tecnologias de rede, como o 5G. Afinal, o evento nasceu destas discussões, quando países europeus se uniram para definir um novo padrão de telefonia móvel que, mais tarde, seria conhecido como GSM.

publicidade

Mais de 30 anos de MWC

A primeira edição do Mobile World Congress, na época com o nome de Pan-Europe Digital Cellular Radio Conference, aconteceu em Bruxelas, na Bélgica, em 1987. O nome GSM World Congress foi adotado em 1990, quando o evento aconteceu em Roma, e a partir daí ele passou a acontecer em uma cidade diferente todo ano. Em 1996 o local mudou para Cannes, na França, onde o evento foi realizado durante 10 anos.

Em 2003 o nome mudou para 3GSM World Congress. Em 2006 o evento migrou para Barcelona, e em 2008 o nome mudou para Mobile World Congress. A cidade de Barcelona tem um contrato com a GSMA para abrigar o evento até 2023.