EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abre nesta segunda-feira (17) para consulta pública a proposta de Edital de Licitação das faixas de radiofrequências que permitirão a implementação do 5G no Brasil. O aviso foi publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Serão 45 dias para apresentação de sugestões e discussão das regras para o leilão – considerado o maior da história da agência, com oferta de 3,7 gigahertz (GHz) em capacidade adicional de radiofrequência dedicada à transmissão de dados por dispositivos móveis.

publicidade

A proposta aprovada no último dia 6 para o Edital de Licitação das faixas de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz gerou controvérsia no setor privado. Previsto para ser realizado em três fases, o primeiro espectro a entrar em disputa será faixa de 700 MHz, com lotes que seguem uma divisão do País em 14 regiões. Em seguida, o leilão passa para lotes regionais de 3,5 GHz, reservado para os pequenos prestadores.

Por fim, entrarão em disputa lotes com faixas de 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz, o sistema para escolha seria baseado em um sistema de rodadas múltiplas. Os lotes de 700 Mhz e 3,5 GHZ que não forem arrematados nas duas primeiras fases do leilão, poderão entrar na última etapa. A expectativa é que o leilão seja realizado em outubro ou novembro.

A proposta é que o 5G chegue para substituir a velocidade 4G atual, fornecida pelas principais operadoras no país. A previsão é de que conexão esteja disponível ao público das principais capitais em 2021.

Via: Telesintese/G1

publicidade