Um relatório mensal de ameaças elaborado pela Check Point, empresa especializada em segurança, indica que criminosos estão se aproveitando do medo e interesse gerado pelo Coronavírus COVID-19 para espalhar malware.

Segundo a empresa, no mês de janeiro uma campanha no Japão tentou distribuir o Emotet, um Trojan avançado capaz de se auto-propagar e de se esconder dos programas anti-vírus, que mundialmente foi principal malware pelo quarto mês consecutivo.

publicidade

A ameaça chegava em um e-mail com um documento supostamente oficial que indicaria em quais cidades japonesas o vírus estaria se espalhando. Mas ao abrir o documento, um script tenta baixar o Emotet e infectar o computador.

Uma campanha similar foi identificada na Indonésia, através de um e-mail que supostamente continha “dicas de como se proteger do vírus”. Desta vez a ameaça em anexo era o Lokibot, projetado para roubar informações como nomes de usuário e senha de serviços online e de carteiras de criptomoedas.

A Check Point também alerta para um aumento no número de domínios com Coronavírus no nome, muitos deles vendendo falsas vacinas e curas.

Campanhas como as vistas no Japão e Indonésia são um tipo de ataque conhecido como “Phishing”. Elas seguem um padrão comum, e você pode se proteger seguindo estas nossas dicas. Como sempre, recomendamos o uso de um bom antivírus no PC e em seu smartphone.

Fonte: Check Point