EnglishPortugueseSpanish

Uma equipe formada por cientistas da Universidade de Harvard e companhias de biotecnologia encontrou moléculas de proteínas em um meteorito analisado em laboratório. O estudo foi publicado na plataforma Arxiv.org e ainda vai passar pela revisão de pares acadêmicos. 

Proteínas são macromoléculas formadas a partir da ligação de aminoácidos. Estas substâncias desempenham tarefas essenciais para o funcionamento do corpo de seres vivos, desde a resposta a estímulos até a catalisação de reações químicas. 

publicidade

Para detectar as proteínas, os pesquisadores expuseram o meteorito (Acfer 806) a um procedimento de espectrometria de massas com ionização a laser. O resultado indicou a presença de estruturas de aminoácidos com resíduos de glicina e hidróxido de glicina ligados a átomos de ferro, junto a partículas de oxigênio e lítio. De acordo com os pesquisadores, a composição das proteínas indicam que as substâncias são de fato extraterrestres

A descoberta reforça a hipótese de que o impacto de asteroides na Terra possa ter propiciado o surgimento da vida no planeta, ao fornecer elementos essenciais para a constituição dos seres vivos. A mesma teoria chegou a ser discutida no fim do ano passado, quando a Nasa identificou “açúcares alienígenas” em meteoritos na Terra.

Além disso, em 2014, a própria agência espacial americana já havia detectado a existência de moléculas complexas, como os aminoácidos, no espaço.

Fonte: Futurism / Arxiv.org

publicidade