EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Steve Wozniak, cofundador da Apple, teme ter sido o “paciente zero” do coronavírus (Covid-19) nos Estados Unidos, ou seja, o primeiro caso a levar a doença ao país. Embora nem Woz, como é conhecido, nem sua esposa Janet tenham sido oficialmente diagnosticados com a doença, ele relata que ambos foram acometidos por uma “gripe fortíssima” após retornar de uma viagem pela Ásia no início de janeiro.

Em um e-mail ao site CNET, Wozniak conta que ele e sua esposa viajaram pelo sudeste asiático (Singapura, Tailândia, Camboja, Vietnã e Hong Kong). Ele relata que ao retornar em 4 de janeiro cancelou cinco ou seis eventos dos quais deveria participar em Las Vegas, informando os organizadores que estava muito doente, e que ao chegar em casa “não conseguiu sair da cama por dois dias”.

publicidade

“Foi a pior gripe de nossas vidas. Mas como tivemos sintomas gastrointestinais, pode ter sido alguma outra gripe virulenta. Janet estava tossindo sangue, fomos ao hospital e nos disseram que não era uma gripe americana. Se tivéssemos voltado da Ásia hoje certamente teríamos sido testados e colocados de quarentena, considerando os sintomas que tivemos”.

Ontem (2) Woz postou no Twitter que ele e sua esposa estavam em uma clínica checando uma “tosse feia” que ela tinha desde o retorno da viagem e preocupado em ter sido o “paciente zero” do novo vírus nos EUA.

publicidade

Depois, Woz esclareceu o tuíte: “Paciente zero foi meio que uma piada. Acho que nossos sintomas gastrointestinais são relacionados a alguma outra “gripe”, porque você raramente ouve falar deles com o Covid-19. Mas não há como descartar totalmente a possibilidade”. Mais tarde Janet enviou um e-mail ao USA Today dizendo que foi diagnosticada apenas com uma sinusite.

Woz é conhecido por seu senso de humor, incluindo a paixão por piadas e “pegadinhas”, mas parece que neste caso ele estava genuinamente preocupado com a doença e exagerou um pouco na reação.

Atualmente há 105 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus nos EUA, com seis mortes.

Fonte: CNET