Embora cientistas já tenham sequenciado o genoma do novo coronavírus e até mesmo cultivado o organismo em laboratório, o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19 ainda deve demorar pelo menos um ano. A estimativa é de Anthony Fauci, chefe dos Institutos Nacionais de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos.

Na semana passada, Stéphane Bancel, CEO da Moderna Pharmaceuticals, disse ao presidente Donald Trump que sua companhia já entregou uma possível vacina para ser testada pelo Departamento de Saúde do país. Antes que seja aplicada em pacientes, porém, ela precisa passar por experiências rigorosas que comprovem que é eficaz e não oferece riscos à saúde humana.

publicidade