A Apple estendeu o período de testes gratuito de seu software de edição de vídeos Final Cut Pro X, de 30 para 90 dias. A medida foi associada por sites especializados como uma iniciativa da empresa para ajudar profissionais reclusos a quarentenas devido à pandemia do novo coronavírus.

Ao término do período, caso o usuário queira seguir utilizando a ferramenta será necessário desembolsar US$ 300 dólares (R$ 1.500 em conversão direta). Quem já estava aproveitando o teste grátis de 30 dias também pode adquirir uma nova versão do aplicativo e contar com mais 90 dias adicionais de experimento.

publicidade

De acordo com o 9to5Mac, a Apple ainda pretende oferecer, pela primeira vez, testes gratuitos do Logic Pro X. A licença do software de edição de áudio custa US$ 200, mas os usuários poderão aproveitar o programa por 90 dias sem custo. O site, no entanto, não informa quando o período de experimentação será liberado.

O Final Cut Pro X está disponível para download no site da companhia.

publicidade

Lojas fechadas

A pandemia do novo coronavírus levou a Apple a fechar todas as lojas da marca fora da China. A decisão foi anunciada pelo CEO da empresa, Tim Cook, no dia 14 de março, como uma medida de segurança para impedir a disseminação do vírus. Os sites de venda da companhia, no entanto, permanecem funcionando normalmente. 

A crise deve impactar no cronograma de lançamentos de aparelhos da empresa. É estimado que o iPhone 12 e o iPhone 9 sofram atrações de alguns meses – o último estava previsto para chegar ao mercado ainda em março. 

publicidade

Fonte: 9to5Mac