EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Austrália está prestes a implementar novas medidas para a divulgação de informações do país. Eles solicitaram à Comissão de Concorrência e Consumidores (ACCC) a criação de um código de conduta que obriga empresas como Facebook e Google a pagar pela utilização de conteúdo oriundo dos veículos de notícia australianos.

O código também prevê multas caso as empresas não cumpram as solicitações, bem como processos envolvendo a divulgação não autorizada do material. Havia uma negociação preliminar de um código de conduta voluntário. No entanto, a pandemia da Covid-19 e o repentino golpe na geração de receita de publicidade fez com que a mudança adotasse caráter mais rígido.

publicidade

Para justificar a alteração repentina nos termos do acordo, a ACCC disse que era “improvável” que as empresas chegassem a um acordo de pagamento voluntário. Josh Frydenberg, tesoureiro do governo canadense, ainda foi enfático em dizer que a decisão era “justa”, já que os meios de comunicação deveriam ser pagos de alguma forma pelo conteúdo criado.

Uma primeira versão do código de conduta deve ficar pronta até o fim de julho, embora não se tenha previsão de quando a versão final – com todas as exigências – venha a público.

Decisão das empresas

Parece bastante improvável que as empresas irão pagar pela veiculação do conteúdo. Normalmente, eles argumentam que apenas veiculam esse material. Em uma situação semelhante, a França começou a exigir que empresas pagassem pela exibição de trechos de artigos. Por conta disso, o Google chegou a remover as visualizações dessas notícias.

Ao site Engadget, Will Easton, diretor administrativo do Facebook na Austrália, disse que ficou “decepcionado” com as mudanças: “Estamos decepcionados com o anúncio do governo, principalmente porque trabalhamos duro para cumprir o prazo acordado. A Covid-19 impactou todos os negócios e setores do país e foi por isso que anunciamos um investimento global para apoias as organizações de notícias em um momento em que a receita com publicidade está diminuindo”.

publicidade

Via: Engadget