EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Muito se fala sobre os vários sistemas automatizados dos veículos da Tesla, como o Autopilot e o Smart Summon, mas outro sistema ainda mais importante está potencialmente salvando “dezenas ou centenas” de vidas todos os dias: é o Freio Automático de Emergência, ou AEB (Automatic Emergency Braking),

Andrej Karpathy, diretor de Inteligência Artificial e Visão Computacional na Tesla, demonstrou o funcionamento do sistema durante uma apresentação na Scaled Machine Learning Conference, que aconteceu em fevereiro no Computer History Museum em Mountain View, na Califórnia.

publicidade

A apresentação, com 30 minutos de duração, fala dos desafios de inteligência artificial no caminho para o que é chamado de “Full Self Driving” (FSD), ou seja, um modo em que o carro consegue se conduzir de forma completamente autônoma, sem a intervenção do motorista. Um destes desafios é a detecção de obstáculos na pista.

E ao contrário de um buraco, cavalete ou carro parado à frente, pedestres são completamente imprevisíveis, muitas vezes surgindo subitamente entre outros carros numa tentativa de aproveitar uma chance para cruzar a pista, ou sequer prestando atenção por onde andam. É neste momento que o AEB se torna importante, como nos exemplos mostrados por Andrej aos 03:30 do vídeo abaixo.

Segundo o executivo, muitas vezes o carro “nem está em AutoPilot, mas monitora constantemente ao ambiente ao redor. Ele vê que há uma pessoa na frente e pisa no freio”. Andrej afirma que todos os dias a empresa vê “dezenas ou centenas” de incidentes como os mostrados. E embora nem todos sejam realmente possíveis colisões com pedestres, “muitos deles são”.

publicidade

Vale lembrar que embora importantes, os sistemas de AEB não são à prova de falhas, como mostrou um teste recente elaborado pela Associação Automotiva Americana (AAA). O motorista deve estar sempre atento à pista, e preparado para intervir se necessário.

Fonte: Electrek