O Hospital das Clínicas (HC) está liderando uma iniciativa para usar Inteligência Artificial na detecção de novos casos de Covid-19. O projeto, denominado RadVid19, vai criar um banco de imagens de tomografia e raio-x de pulmões de pacientes confirmados e com suspeita do novo coronavírus. A intenção é auxiliar os médicos de diferentes partes do Brasil no combate à pandemia.

O projeto tem duas etapas. A primeira e emergencial é disponibilizar, da maneira mais rápida possível, uma ferramenta de detecção para a doença. Isso será feito por meio de um algoritmo criado pela Huawei, uma das empresas parceiras do projeto. Testado na China, o algoritmo possui índice de acerto de mais de 90% quando o paciente possui sintomas respiratórios.

“Esse algoritmo permite que radiologistas tenham mais rapidez e precisão”, destacou Giovanni Cerri, presidente do InovaHC, braço de inovação do hospital. O uso de imagens para diagnósticos é uma das áreas mais promissoras do uso da IA na saúde. A tecnologia consegue detectar padrões e fazer estimativas sobre a ocorrência das doenças. Além disso, o tempo é um fator importante. O algoritmo da Huawei leva apenas dois minutos para fazer o diagnóstico.

Reprodução

publicidade

Disponibilidade da tecnologia

A plataforma vai ser disponibilizada na próxima semana para qualquer instituição médica que entrar em contato com o Hospital das Clínicas. Sírio-Libanês, Hospital do Coração, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Grupo Fleury e Americas Serviços Médicos já decidiram usar o serviço.

Para usar a ferramenta, a instituição precisa mandar as imagens de tomografia para o site interno do projeto. Na nuvem, gerida pela Amazon, o processamento é feito e o resultado devolvido ao médico responsável. Por fim, os resultados vão para um banco de dados, gerando um algoritmo 100% brasileiro.

Via: O Estado de S.Paulo