Uma equipe de astrônomos das Universidades da Califórnia e de Maryland, descobriram que o cometa C/2019 Y4 (ATLAS) continua sua trajetória pelo espaço mesmo depois de ser estilhaçado.

Imagens feitas pelo telescópio Hubble em 20 e 23 de abril mostram que o cometa, originalmente com 200 metros de diâmetro, se partiu em até 30 pedaços. Agora, esses fragmentos vagam como um grupo pelo interior do sistema solar.

publicidade

Na velocidade atual ele deve passar a uma distância de 115 milhões de quilômetros da órbita da Terra em 23 de maio. De acordo com o astrônomo Quanzi Ye, da Universidade de Maryland, esse acontecimento é muito empolgante, porque não acontece com frequência e a maioria dos cometas que se fragmenta não é brilhante o suficiente para ser vista.