EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Há cerca de uma semana, a Zoom Inc., desenvolvedora do software de videoconferência Zoom, anunciou em seu blog que o software havia atingido a marca de “300 milhões de usuários diários”, um crescimento impressionante em relação à marca de 10 milhões de usuários em dezembro passado.

Mas parece que os números não são tão bons assim. O site The Verge percebeu que a Zoom editou o artigo em seu blog, alterando a referência a “more than 300 million users” (mais de 300 milhões de usuários) para “more than 300 million people” (mais de 300 milhões de pessoas).

publicidade

É uma distinção importante: imagine que você participa de 5 reuniões em um dia. Pela primeira métrica, você conta como um usuário. Mas se contarmos o número de pessoas participando de reuniões, você será contado cinco vezes.

Reprodução

O texto foi editado no dia 24, um dia após a notícia ser anunciada pela imprensa (inclusive por nós). Em declaração ao site, a empresa disse: “Estamos orgulhosos por ajudar mais de 300 milhões de participantes diários a permanecerem conectados durante esta pandemia. Em uma publicação em nosso blog em 22 de abril, involuntariamente nos referimos a esses participantes como “usuários” e “pessoas”. Quando percebemos esse erro, ajustamos o texto para “participantes”. Este foi um lapso genuíno de nossa parte”.

Apesar do espantoso crescimento, o Zoom vem enfrentando sérias críticas por falhas de segurança que podem comprometer informações de seus usuários. Além disso, concorrentes como a Microsoft e o Google vem adicionando recursos e ampliando acesso a serviços como o Teams e Meet, para atender às demandas de um crescente número de usuários.

publicidade

Fonte: The Verge