EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A primeira astronauta americana a andar no espaço conseguiu mais um feito no último domingo (7). Kathy Sullivan, de 68 anos, tornou-se a primeira mulher a alcançar o ponto mais profundo do oceano, o chamado “Challenger Deep”.

A astronauta e oceanógrafa esteve acompanhada de Victor Vescovo, um explorador que financiou a missão. O passeio a 11 mil metros de profundidade no oceano Pacífico durou cerca de uma hora e meia. A dupla levou quase quatro horas para voltar à superfície.

publicidade

Reprodução

Kathy Sullivan e Victor Vescovo após alcançarem o ponto mais profundo do Pacífico. Foto: Enrique Alvarez

Ao retornar ao navio, Sullivan e Vescovo entraram em contato com um grupo de astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) para comentar o sucesso da missão marítima.

As informações foram divulgadas na segunda-feira (8), pela EYOS Expeditions, empresa que coordenou a logística da missão. 

publicidade

Primeira americana a andar no espaço

Em 1978, Sullivan ingressou na Nasa como parte do primeiro grupo de astronautas dos EUA a incluir mulheres. Em 11 de outubro de 1984, ela se tornou a primeira mulher americana a andar no espaço. Mais tarde, tornou-se administradora da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA. 

O fascínio de Sullivan pelo oceano é de longa data – antes de se tornar astronauta, ela participou de uma das primeiras tentativas de usar um submersível para estudar os processos vulcânicos responsáveis por formar a crosta oceânica.

Via: The New York Times