Soumya Swaminathan, cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde, diz que a entidade espera que centenas de milhões de doses de uma vacina contra a covid-19 sejam produzidas ainda neste ano. Até o fim de 2021, a expectativa é ter dois bilhões de doses prontas.

Soumya não menciona uma vacina específica, mas já há pelo menos dez fórmulas na fase de testes clínicos em humanos. Apesar de ainda não ter uma vacina pronta, a organização já discute as estratégias de distribuição das vacinas. Entre os grupos prioritários estão os profissionais da linha de frentes, indivíduos vulneráveis e quem trabalha ou mora em locais de alta transmissão.

publicidade