Nesta quarta-feira, entregadores de aplicativos como Rappi, Loggi, iFood, Uber Eats e James estão paralisados. Eles reivindicam melhores condições de trabalho, medidas de proteção contra infecção pelo novo coronavírus e mais transparência nas formas de remuneração.

Os entregadores questionam as formas de cálculo dos pagamentos e os critérios utilizados para a suspensão de suas contas. Além disso, eles cobram providências mais efetivas em relação aos riscos da pandemia, bem como auxílio para aqueles que se infectarem e precisarem se afastar do trabalho.

publicidade