EnglishPortugueseSpanish

Mais demandado do que nunca, o Microsoft Teams passou de uma ferramenta corporativa para produtividade remota para um dos aplicativos mais populares de videoconferências em tempos de isolamento social. Com um crescimento de 400% entre janeiro e maio, não é à toa que a Microsoft vem constantemente adicionando novos recursos ao programa.

A mais nova atualização traz o Together Mode (“Modo Juntos”) para o app, que cria um avatar virtual em tempo real para tornar as reuniões mais agradáveis. O sistema usa inteligência artificial para reconhecer o rosto e os ombros dos participantes e projetar suas imagens de forma que todos fiquem juntos em um mesmo ambiente virtual.

publicidade

Microsoft/Reprodução

Together Mode do Microsoft Teams. Imagem: Microsoft/Reprodução

O cenário pode ser uma sala de reuniões, uma cafeteria ou outros lugares em que normalmente acontecem as reuniões presenciais. Ao invés de cada participante ficar preso numa caixa (com sua estante de livros como cenário) os usuários ficam todos juntos na tela. Com um adicional: minimiza o risco de alguma cena imprópria ser vista no fundo.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Microsoft (e um dos pioneiros da Realidade Virtual) Jaron Lanier, além de fazer com que as reuniões fiquem mais agradáveis durante a pandemia, o novo modo traz “um nível mais profundo que aborda nossas mais recentes compreensões de cognição, percepção social e comunicação”.

“O Together Mode tem uma aparência única, mas também tem uma sensação única. As pessoas normalmente ficam mais relaxadas, mais atentas umas às outras, mais brincalhonas e ainda mais focadas em objetivos compartilhados. O design oferece benefícios exclusivos: torna  videoconferências frequentes menos cansativas, traz um melhor senso de conexão com outras pessoas e torna reuniões mais eficazes”, afirma Lanier.

O novo modo estará disponível para todos os usuários em agosto. Ele será lançado inicialmente com um cenário de auditório, mas a Microsoft está trabalhando em mais fundos que chegarão no futuro. A empresa ainda anunciou que o limite de pessoas para as reuniões amentará para mil usuários (e até 20 mil se as pessoas estiverem só assistindo a uma apresentação).

Via: The Verge