EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Intel revelou nesta quarta-feira (8) detalhes sobre o novo padrão de conexões Thunderbolt 4. A novidade apresenta o mesmo limite de velocidade de transferência de dados de 40 gigabits por segundo (Gb/s) do Thunderbolt 3, porém garante aprimoramentos de compatibilidade e segurança.

Um dos destaques é a capacidade do Thunderbolt 4 de estabelecer conexões com um monitor 8k ou dois displays 4K de forma simultânea. A versão anterior oferece suporte apenas para uma tela da menor resolução.

publicidade

O novo padrão também prevê docks com até quatro portas, sendo que uma delas deve oferecer no mínimo 100W para garantir o carregamento apropriado de notebooks. Além disso, cabos universais do Thunderbolt 4 podem ter até 2 metros de comprimento, sem que a eficiência da conexão seja comprometida.

O protocolo também apresenta PCI Express (PCI-e) de 32 Gbps, frente aos 16Gbps do Thunderbolt 3. Esse aprimoramento permitirá que dispositivos de armazenamento externos transfiram dados a uma velocidade de até 3.000 MB/s. De acordo com a Intel, o padrão ainda estabelece que computadores conectados docks Thunderbolt despertem do modo de descanso a partir de um único toque de usuários no mouse ou no teclado. 

publicidade

Outra mudança importante é que o novo padrão exige proteção Intel VT-d contra ataques de acesso direto à memória (DMA). Como lembra o Engadget, neste ano, foram identificados ataques em que hackers alteravam o firmware que controlava portas do Thunderbolt para roubar dados de usuários.

Reprodução

Thunderbolt 4 é compatível com USB 4 e entradas USB-C. Imagem: Reprodução/The Verge

O golpe teoricamente permitia o roubo das informações mesmo que o PC estivesse bloqueado e tivesse armazenamento criptografado. As proteções contra DMA já eram recomendadas para fabricantes de computadores com Thunderbolt 3. Agora o recurso se tornou um item essencial.

A novidade deve chegar ao mercado ainda em 2020 por meio do lançamento da linha de processadores Tiger Lake.

USB 4.0

O anúncio do Thunderbolt 4 acontece enquanto a USB Implementers Forum (USB-IF) ainda discute os passos de implementação do USB 4.0. Construído com base na terceira geração do protocolo de conexões da Intel, o novo padrão USB deve popularizar o acesso a benefícios antes restritos à plataforma da empresa, como a velocidade de transferência de 40 Gbps e monitores de alta resolução. O atual USB 3.2 garante somente 20 Gbps.

Como aponta o The Verge, a chegada do Thunderbolt 4 mostra que a Intel ainda mantém intenções de consolidar protocolos diferenciados do universo fragmentado dos cabos e acessórios USB-C. Vale lembrar, no entanto, que há expectativas ainda mais promissores para USB 4.0. Em abril, a Video Electronics Standards Association (VESA) anunciou a integração da tecnologia ao padrão DisplayPort Alt Mode 2.0, que só deve chegar ao mercado em 2021. 

O recurso, no entanto, promete a capacidade de unificar a direção do fluxo de transferência de dados de conexões USB, uma vez que com a nova tecnologia não será necessário o envio de informações de imagens para Unidades de Processamento Gráfico (GPU). Dessa forma, espera-se que, em um segundo momento, o USB 4.0 apresente velocidades de até 80 Gbps e também possa oferecer suporte para monitores de altíssima resolução, incluindo displays 8k e 16k. 

Fonte: Engadget/Intel