O resultado de um novo exame realizado nesta terça-feira (21) indica que o presidente Jair Bolsonaro ainda está infectado com o novo coronavírus. A informação foi divulgada em nota nesta quarta-feira pelo Palácio do Planalto, que também apontou a evolução do quadro de saúde do paciente.

“O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República. O teste realizado pelo presidente ontem, 21, apresentou resultado positivo”, diz o documento.

publicidade

Segundo o portal de notícias G1, o Planalto não divulgou os laudos do exame e disse apenas que foram analisados o sangue e material da boca de Bolsonaro. Trata-se do terceiro teste do presidente a apontar a incidência de Covid-19.

O primeiro foi realizado em 6 de julho, após ele ter relatado febre e mal-estar. No dia seguinte, Bolsonaro anunciou publicamente ter contraído a doença. Desde então, o chefe do Executivo trabalha da residência oficial no Palácio da Alvorada, onde tem assinado documentos digitalmente e participado de reuniões e eventos por videoconferência, informa o G1.

O segundo exame ocorreu na quarta-feira (15) e foi repercutido por Bolsonaro em transmissão ao vivo nas redes sociais.

Testes para a Covid-19

O exame de referência para diagnosticar a Covid-19 corresponde ao RT-PCR. O procedimento recolhe amostras de secreções da nasofaringe por meio de um swab, uma espécie de cotonete longo, que é introduzido pela narina do paciente. O material é então submetido a uma análise laboratorial com objetivo de detectar o RNA, ou seja, o material genético do vírus.

O RT-PCR configura um método eficaz para determinar se o paciente está infectado no momento da coleta da amostra. O processamento do exame, no entanto, pode levar até dois dias e o teste não determina se o indivíduo já esteve em contato com o vírus anteriormente.

Já os exames sorológicos, também conhecidos como testes rápidos, são realizados a partir de amostras de sangue de pacientes. Diferente do PCR, o procedimento estuda o volume de anticorpos específicos. Essa informação pode indicar se o organismo já esteve em contato com vírus.

Porém, o sistema imunológico pode demorar dias para produzir as células de defesa do corpo, o que prejudica a capacidade do exame de determinar se um indivíduo está infectado ou ainda transmite o vírus no momento em que o teste é realizado. Por isso, o exame sorológico é recomendado após cerca de 10 dias do aparecimento dos sintomas.

Via: G1