EnglishPortugueseSpanish

O próximo sedã elétrico da Mercedes-Benz, o EQS, terá mais de 700 quilômetros de autonomia com uma única carga. É o que diz a empresa, que vem promovendo uma autonomia líder no mercado desde o anúncio do conceito do veículo.

Agora que o momento de fabricação do carro se aproxima, o presidente do conselho da Daimler, Ola Källenius, disse que o EQS apresentará “mais de 700 quilômetros” de alcance com uma única carga. “No próximo ano, entraremos em uma nova era para a Mercedes em termos de eletrificação: o EQS estabelecerá padrões”, disse Källenius durante a Assembleia Geral Ordinária da Daimler. “Mais de 700 quilômetros de autonomia, de acordo com o WLTP – é o quão longe ele pode ir com uma carga de bateria”.

publicidade

“Com o EQS, a maneira como pensamos nos carros de luxo está mudando”, continuou o executivo. “É o primeiro sedã de luxo totalmente elétrico da Mercedes-Benz, baseado em uma arquitetura ‘all-electric’. Isso abre possibilidades totalmente novas – desde a posição das baterias até o design do carro”.

O WLTP – um padrão global para determinar os níveis de poluentes, emissões de carbono e consumo de combustível veicular – nem sempre se traduz exatamente na mesma faixa esperada no mundo real. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) sempre classifica a autonomia dos veículos um pouco abaixo do divulgado; sendo assim, um alcance de “mais de 700 quilômetros” provavelmente será classificado como superior a 640 quilômetros (400 milhas).

Mercedes-Benz-EQS-Hero.jpg

Primeira imagem do protótipo do EQS, com pintura camuflada, foi revelada no início de 2020. Imagem: Mercedes-Benz

O Mercedes EQS terá uma bateria de 100 kWh, assim como o Tesla Model S, que recentemente recebeu classificação EPA de 402 milhas (cerca de 647 quilômetros). A Tesla é a líder de mercado em termos de eficiência e conseguiu a maior quilometragem por kWh de capacidade energética de sua bateria.

Durante a reunião, Källenius também afirmou que o EQS vai competir com a própria Mercedes-Benz. “O EQS joga na mesma linha do Classe S em termos de luxo, conforto e segurança. Mas o EQS também é símbolo da viabilidade futura da Alemanha como local industrial: as baterias vêm de nossa fábrica em Stuttgart-Untertürkheim. E o carro sairá da linha de montagem na Fábrica 56 em Sindelfingen”, explicou.

A versão de produção do Mercedes-Benz EQS deverá ser revelada ainda neste ano e chegar ao mercado já em 2021.

Via: Electrek