EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A pandemia do coronavírus teve como uma de suas consequências a disseminação ainda maior de notícias falsas na internet. Na maioria das vezes, a desinformação surge como uma oportunidade de propaganda fácil de políticos, fazendo com que campanhas de fake news acabem ganhando força nas mãos de usuários com intuitos lesivos. Por outro lado, há as informações falsas produzidas pelo público desinformado, que não possui o mesmo propósito de enganar, mas que se aproveita de rumores para espalhar afirmações falsas e teorias da conspiração. 

131d4d_adefa4c2b81941adbcb04e675f21f67emv2.jpg

Em tempos de crise, notícias falsas ganham mais força com rumores. Créditos: Unsplash/Reprodução


publicidade

Desinformação

É aquela criada e dispersada com algum objetivo específico, na maioria das vezes com fins políticos ou financeiros, diferentemente de boatos. As raízes desse fenômeno estão na União Soviética, com a prática da ‘dezinformatsiya’, que foi usada por agências de inteligência do seu governo para mudar a maneira como as pessoas entendem o mundo. 

O ex-oficial da inteligência soviética, Lawrence Martin-Bittman, que mais tarde se tornou professor de desinformação, descreveu como as campanhas eficazes de desinformação costumam ser construídas em torno de um núcleo verdadeiro ou plausível. Eles exploram preconceitos, divisões e inconsistências existentes em um grupo-alvo ou sociedade. E muitas vezes empregam pessoas para divulgar seu conteúdo e promover seus objetivos.

 

Falsa informação

Se trata de uma informação falsa ou imprecisa, pode ser usada sem o propósito de enganar. Exemplos desse tipo de fake news incluem boatos falsos ou insultos e pegadinhas. Os principais resultados de sua disseminação causam o aumento do medo e a insegurança na população que é atingida. 

A principal diferença entre falsa informação e desinformação, é que enquanto a falsa informação é compartilhada acidentalmente, a desinformação é compartilhada intencionalmente.

 

Rumores

Os rumores sempre foram comuns em eventos de crise, que são acompanhadas de incertezas. É natural que as pessoas queiram resolver essas incertezas por meio da criação coletiva de afirmações falsas e de teorias da conspiração, que tem como uma das suas consequências a produção de rumores.

Este fenômeno nem sempre é ruim, contudo, pessoas que levam a sério teorias da conspiração e afirmações falsas são mais vulneráveis aos rumores. Por isso, esse fenômeno gera mais força a campanhas de fake news, como é visto com assuntos relacionados à pandemia da Covid-19.

  

Fonte: Fast Company