Cientistas da Universidade de Columbia, em Nova York, desenvolveram uma técnica que permite a produção de objetos a partir de impressoras 3D a laser com diferentes tipos de materiais. A alternativa também permite que o objeto que está sendo construído seja observado de fora, o que não é possível quando apenas um material é usado. Quem liderou a pesquisa foi o professor Hod Lipson.

O processo já conhecido para as impressões de produtos 3D em máquinas a laser é feito com apenas um material, normalmente o pó de metal, onde o laser, que anda para frente e para trás, reflete na cama de impressão onde a substância está.

publicidade

Sendo assim, o pó é fundido em material sólido, criando camada por camada do objeto. A grande questão do método tradicional é a impossibilidade de se adicionar diferente materiais, visto que o próprio pó de metal pode ter temperaturas de fusão diferentes, não podendo ser derretidos ao mesmo tempo.

Unplash97146c3ed445b726.jpg

Processo convencional produz camada por camada com apenas um material. Créditos:Unsplash/Reprodução

Impressões com multi-materiais

Na técnica criada pelos cientistas da Universidade de Columbia, a adição de outros materiais para a impressão 3D torna-se possível por meio do uso do laser por baixo da camada de vidro onde o primeiro material adicionado deve estar. Uma plataforma plana é colocada sobre o vidro e prensada pelo laser pela parte de baixo.

A partir daí, o pó é fundido como pré-programado. Quando levantada, a plataforma gruda no laser, onde ela será coberta por outra placa de vidro com material diversificado, permitindo que um único objeto seja produzido por duas substancias diferentes. Como ocorre a introdução do pó diversas vezes em meio ao processo, os usuários podem ver a forma que o objeto está tomando, o que não ocorre quando apenas um pó é utilizado. Veja no vídeo abaixo como a técnica é usada na prática: 

De acordo com Hod Lipson, a técnica também pode ser considerada inovadora quando pensada do ponto de vista do que pode ser produzido a partir dela, como componentes de robôs ou eletromecânicos, ou até materiais para revestimento de superfícies.

Fonte: New Atlas