EnglishPortugueseSpanish

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que as pessoas adiem a rotina de cuidados bucais e as preocupações não essenciais relacionadas à odontologia devido ao potencial de contaminação do novo coronavírus. No entanto, o North American Dental Group (NADG), uma das maiores organização de serviços odontológicos dos Estados Unidos, discorda.

Em uma declaração divulgada semana passada, o grupo informa que “dentistas tratam pacientes há meses. Não há evidências de que o atendimento odontológico de rotina tenha contribuído para a disseminação desse vírus”.

publicidade

A declaração é apoiada pelo dentista Andrew Matta, um dos membros do grupo. O profissional afirma que a saúde dentária tem um impacto significativo no bem-estar de uma pessoa, e que os cuidados bucais são tão importantes quanto qualquer outra preocupação.

“Os cuidados de rotina são frequentemente preventivos e são extremamente importantes para ajudar a evitar infecções orais e doenças que podem impactar na qualidade de vida de uma pessoa”, acrescenta. Matta ainda reitera que, desde o início da pandemia, os dentistas estão se preparando para acomodar os pacientes e prevenir a propagação do vírus.

Reprodução

Consultórios se adequaram às recomendações de limpeza. Foto: vgajic

publicidade

Os dentistas que fazem parte do NADG dizem que se esforçam para construir um ambiente seguro em suas respectivas clínicas. O equipamento de proteção individual é usado pela equipe e a higienização completa dos diferentes consultórios é feita.

O grupo ainda afirma que os profissionais da odontologia se esforçam para implementar protocolos de segurança adicionais que ajudarão a conter a disseminação da Covid-19. Por fim, Matta diz que as pessoas não devem se preocupar com visitas ao dentista, pois afirma que é seguro – desde que o consultório siga as recomendações, obviamente.

Via: TechTimes