EnglishPortugueseSpanish

Nesta sexta-feira (21), a Amazon anunciou que Jeff Wilke, CEO da divisão de consumo, se aposentará no início de 2021. A revelação pegou diversos analistas do setor de surpresa. Isso porque muitos deles consideravam que Wilke poderia ser o sucessor de Jeff Bezos, atual CEO da companhia.

Ao mesmo tempo em que a aposentadoria do empresário foi divulgada, a empresa escolheu o substituto. De acordo com a Bloomberg, a Amazon escolheu Dave Clark como novo CEO da divisão de consumo. Ele será responsável por comandar a área que engloba parte do que os compradores sabem sobre a empresa – o site de compra e os armazéns que estocam produtos.

publicidade

Clark ingressou na Amazon no mesmo ano que Wilke – em 1999. Em 2013, foi nomeado chefe de logística. Seu principal feito dentro da empresa foi ajudar na expansão da capacidade de transporte dos produtos. Com isso, a companhia passou de dezenas de armazéns de estoque para centenas.

Reprodução

Clark ajudou na expansão da capacidade de transporte dos produtos da Amazon. Foto: iStock/NoDerog

Em um e-mail enviado aos funcionários, Bezos falou sobre a aposentadoria de Wilke e a nomeação de Clark. “Jeff nos preparou para ter sucesso em sua ausência. Não consigo pensar em alguém mais adequado para assumir o papel de Jeff do que Dave Clark”, afirma o CEO da Amazon.

publicidade

Amazon Web Services e a computação quântica

Recentemente, a Amazon anunciou o Braket, um novo produto gerenciado por sua divisão de nuvem Amazon Web Services (AWS). O serviço consiste em um ambiente criado para desenvolvedores, com a finalidade de explorar novos algoritmos quânticos. A iniciativa foi anunciada em dezembro de 2019 e tem a segurança da informação como um dos principais objetivos de aprimoramento.

Usuários do Braket podem analisar algoritmos para solucionar problemas. O processo é realizado por meio de uma simulação de computadores quânticos na nuvem e por processadores quânticos D-Wave, IonQ e Rigetti.

Processadores quânticos são extremamente velozes e organizam informações de forma instantânea. Para se ter uma ideia, um processador convencional realiza a leitura em bits, enquanto o dispositivo quântico trabalha com qubits, utilizando uma técnica chamada “superposição”. Tal método efetua a leitura de diversas informações simultaneamente, diferente dos dispositivos presentes nos aparelhos comuns, que interpretam uma informação de cada vez.

“Nosso objetivo para o Amazon Braket deve ser um catalisador de inovação em toda a comunidade quântica, reunindo desenvolvedores de hardware e software, pesquisadores e usuários finais”, declarou Bill Vass, vice-presidente de tecnologia da AWS.

Via: Bloomberg