A Poco, subsidiária da Xiaomi que fabrica celulares de baixo custo, anunciou que lançará o seu primeiro smartphone exclusivo no dia 7 de setembro. O Poco X3, como é chamado, será apresentado numa transmissão ao vivo marcada para as 9h (horário de Brasília) nos perfis oficiais da empresa no Twitter, Facebook e YouTube. 

O novo smartphone é o sucessor do Poco X2, lançado em fevereiro. Enquanto este era praticamente idêntico ao Redmi K30, o X3 será o primeiro aparelho da fabricante a não compartilhar as mesmas especificações de celulares já lançados pela Xiaomi no mercado chinês. 

publicidade

O anúncio foi feito no Twitter, e brincou com o fato de que, dias atrás, alguns detalhes sobre a câmera do smartphone já haviam sido revelados por um executivo da empresa. 

“Já que nosso #ReiDosVazamentos já adiantou tudo, decidimos torná-lo oficial!”, diz o tuíte. 

Possíveis especificações do Poco X3

Detalhes oficiais sobre o produto ainda não foram revelados, mas espera-se que ele seja o primeiro smartphone no mercado a contar com o Snapdragon 732G, novo processador da Qualcomm. Isso porque a fabricante de chipsets anunciou, por meio de comunicado à imprensa, que o chip faria sua estreia num lançamento da Poco. 

De acordo com informações vazadas num fórum sobre celulares Xiaomi, o X3 terá tela de 6,67 polegadas com uma taxa de atualização de 120 Hz. Foi confirmado que a câmera será quádrupla, com uma lente principal de 64 MP e uma frontal de 20 MP. O celular contará também com ferramentas profissionais que permitirão ao usuário ajustar o ISO, obturador, exposição e balanço de brancos das fotografias. 

poco-x-3.jpg

Renders do Poco X3 foram vazados num fórum sobre celulares da Xiaomi. Imagem: Twitter/Ishan Agarwal

Quanto à bateria, o Poco X3 deve ter capacidade de 5,160 mAh e contar com recarga rápida de 33W. Além disso, o aparelho terá suporte para Comunicação por Campo de Proximidade (NFC, na silga em inglês), uma tecnologia que permite a troca de informações sem fio com dispositivos compatíveis. Na prática, isso significa que será possível fazer compras, realizar pagamentos e enviar arquivos instantaneamente pelo smartphone.

O preço do aparelho não foi revelado, mas deve ser semelhante ao de seu antecessor, que chegou ao mercado custando US$ 225 (cerca de R$ 1.200 na cotação atual). 

Via: Gadgets 360