EnglishPortugueseSpanish

O governo norueguês anunciou nesta segunda-feira (21) que irá investir cerca de US$ 1,8 bilhão (cerca de R$ 9,7 bilhões) em um projeto de captura e armazenamento de carbono (CCS, Carbon Capture and Storage) com custo total avaliado em US$ 2,6 bilhões (cerca de R$ 14 bilhões).

Batizado de Longship, em referência aos navios viking, a verba do governo norueguês será usada em projetos de captura de carbono em uma fábrica de cimento no sul da Noruega e em uma usina de incineração de lixo em Oslo. Segundo a Fortum, empresa finlandesa operadora da usina, sua instalação poderá remover da atmosfera, em um ano, uma quantidade de poluentes equivalente ao produzido por 60 mil carros.

publicidade

A expectativa é que ambas as instalações, juntas, capturem 400 mil toneladas de emissões de dióxido de carbono. O material será liquefeito e armazenado temporariamente em tanques na costa oeste da Noruega, antes de ser bombeado para um reservatório submarino no mar do norte.

Segundo a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, “o projeto resultará na redução de emissões, e irá facilitar o desenvolvimento de novas tecnologias, e com elas novos empregos”. Já Tina Bru, Ministra do Petróleo e Energia da Noruega, afirma: “o Longship é o maior projeto climático na história da indústria norueguesa. Iremos reduzir emissões, não o progresso”.

 Fonte: Electrek