EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Quem está por dentro do mercado de celulares já percebeu que nos últimos anos o preço dos smartphones subiu de forma expressiva. Se considerarmos apenas a crise econômica, é natural que grande parte dos consumidores esteja revendo suas prioridades na hora de investir em um novo aparelho.

De acordo com uma pesquisa da IDC, uma fatia de 73% dos aparelhos vendidos em 2020 será composta por celulares que custam até U$ 400. No Brasil, levando em conta a alta do dólar, são os smartphones que custam cerca de R$ 2.000 no varejo.

publicidade

Outro dado importante fica por conta da sólida presença dos aparelhos intermediários. Dispositivos desse segmento já ocupam 60% do mercado. A América Latina se destaca como uma das regiões em que essa categoria de dispositivos está em alta.

5G é um fator relevante na decisão de compra

Segundo os analistas, essa tendência de domínio dos intermediários deve continuar no futuro. Vale lembrar que a compatibilidade com 5G está chegando gradativamente no segmento de celulares com preço mais baixo.

publicidade

Imagem: Alexsl/iStockPresença da tecnologia 5G em aparelhos mais baratos promete impulsionar o mercado no futuro. Imagem: Alexsl/iStock

Até o fim do ano passado, a tecnologia estava disponível apenas em uma lista restrita de smartphones, a maioria deles topo de linha. Fato que já está mudando no decorrer de 2020. A própria Qualcomm, trabalha em um novo chip mais barato que promete ser uma das soluções para popularizar o 5G.

Por fim, os números também revelam que só em 2020, 278 milhões de smartphones compatíveis com 5G serão vendidos mundo afora. Comprovando que a presença da nova tecnologia também pode ser relevante na decisão de compra dos consumidores. 

Ainda sobre o 5G, a pesquisa demonstra que o nicho ligado a nova tecnologia de redes móveis deve crescer ainda mais no decorrer do próximo ano. A união de fatores como maior disponibilidade de dispositivos compatíveis no varejo e a expansão da área de cobertura, tem tudo para fazer de 2021 o ano dos celulares intermediários e do 5G.

Fonte: IDC