EnglishPortugueseSpanish

Na noite de quinta-feira (24), serviços do Google sofreram instabilidade e não puderam ser acessados. Por volta das 22h, como registra o Downdetector, além do próprio buscador, usuários do Gmail, YouTube, Drive, Documentos, Calendário, Meet e outros passaram pelo problema.

Até a madrugada desta sexta-feira (25), usuários brasileiros reclamavam nas redes sociais que alguns serviços ainda não haviam voltado ao ar. Na costa leste dos Estados Unidos, os serviços da companhia também passaram por interrupções.

publicidade

Ao The New York Times, uma pessoa próxima do assunto disse que a empresa está investigando a causa da interrupção dos serviços em algumas regiões, mas descartou a possibilidade de um ataque cibernético. O Google, até então, não comentou publicamente o que pode ter ocorrido.

A empresa pediu desculpas aos usuários pelo transtorno, entretanto. Entre os usuários afetados, estavam os clientes corporativos – que normalmente usam os serviços de computação em nuvem e contam com o funcionamento dos serviços nos projetos, na comunicação e afins. 

Segundo a plataforma de monitoramento de serviços da empresa, Gmail, YouTube, Drive, Documentos, Calendário, Meet, entre outros, já voltaram e funcionam normalmente. 

Reclamações nas redes sociais

No Downdetector, site que reúne reclamações de usuários sobre status de serviços de plataformas on-line, mais de três mil reclamações foram registradas sobre os serviços do Google por volta das 22h05. Pela manhã, os serviços já pareciam estar em pleno funcionamento.

O caso foi relatado, como sempre, nas redes sociais. Alguns usuários também citaram que o Google Classroom ficou inacessível nesse período de tempo. O caso, que também já aconteceu no passado, mostra que o uso dos serviços do Google – para trabalho, entretenimento, estudos – impacta na rotina da maioria das pessoas.

Além de Brasil e EUA, usuários no Peru, Japão e Austrália também enfrentaram problemas ao tentar usar os serviços nas últimas horas. Em agosto, praticamente todos os serviços do G Suite passaram por instabilidade similar. Antes disso, em junho, o Google Cloud ‘caiu’ e acabou deixando parte da internet inacessível por algumas horas.

Fonte: The New York Times Downdetector