EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O mundo inteiro está olhando neste momento para os Estados Unidos. Donald Trump, presidente da maior economia do mundo, foi diagnosticado com Covid-19 e iniciou seu tratamento. Chama a atenção, no entanto, que apesar de ter sido um dos defensores da cloroquina nos primeiros meses de pandemia, ele não está fazendo uso do medicamento.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnanny, publicou o boletim assinado pelo médico Sean Conley, médico direto de Trump e comandante da Marinha dos Estados Unidos, que detalha o tratamento pelo qual o presidente americano está passando.

publicidade

O comunicado destaca o uso de um coquetel de anticorpos policlonais da Regeneron, produzidos em óvulos de animais e similares aos produzidos pelo sistema imunológico de quem se curou da Covid-19. O tratamento tem sido testado nos últimos tempos, e a empresa anunciou resultados positivos em ensaios clínicos com o REGN-COV2, o medicamento à base de anticorpos, indicando redução de carga viral e do tempo para redução dos sintomas em pacientes não-hospitalizados.

Além dos anticorpos, Trump também está recebendo zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e aspirina.

A ausência da hidroxicloroquina na lista de medicamentos é a parte mais notável do anúncio, mostrando que a equipe médica de Trump não crê na eficácia da droga contra Covid-19, pelo menos em seu caso. Nos Estados Unidos, a FDA, órgão equivalente à Anvisa, revogou a autorização emergencial de uso no tratamento de Covid-19 citando a prevalência de estudos mostrando a ineficácia no combate ao coronavírus. Mesmo assim, o país continuou a enviar comprimidos ao Brasil a pedido do governo brasileiro.

Trump foi encaminhado para o Centro Médico Walter Reed, um hospital ligado às forças armadas dos Estados Unidos. Os boletins mais recentes notam que ele está bem, mas sentindo fadiga e uma leve febre. A ação foi descrita como uma precaução e “abundância de cuidado”.

Sua esposa, Melania Trump, está em uma situação melhor. O boletim nota que ela tem apenas uma dor de cabeça e febre, e não foi encaminhada para o hospital. O resto da família não foi diagnosticada com a Covid-19.