EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em setembro, quando a Apple alterou diretrizes para pagamentos dentro de aplicativos, a recepção foi mista. E alguns nomes da indústria ainda têm o que falar sobre a controversa decisão. Um deles é Andy Yen, dono do aplicativo de e-mails ProtonMail, que, de acordo com as novas condutas, foi obrigado a adicionar compras internas ao seu app. 

Em entrevista recente ao The Verge, o CEO do ProntoMail comparou as ações da Apple às de uma gangue. “Eles chegam para dar uma ‘mexida’ em você e tirar o seu dinheiro”, contou Yen à publicação. Para ele, quando os desenvolvedores não atingem um patamar de sucesso esperado pela companhia da maçã, não há problemas. Agora, quando há muita visibilidade, a espera e o retorno da Apple chegam a ser muito maiores.

publicidade

Tendo estreado na App Store há quatro anos antes da mudança da companhia de Steve Jobs, o aplicativo de e-mails criptografados teve de passar por transformações para permanecer acessível aos usuários do iOS

shutterstock_1067766620.jpgDesde setembro deste ano, a App Store modificou suas diretrizes para pagamentos dentro de aplicativos. Créditos: Shutterstock

Em 2016, quando o aplicativo foi lançado oficialmente na loja de aplicativos da companhia da maçã, não houve nenhuma intercorrência. Mas tudo mudou em 2018, quando os executivos da companhia perceberam que o serviço tinha uma versão paga que não estava sendo oferecida pela loja de aplicativos oficial da gigante americana. 

“Nós não tínhamos uma versão paga do nosso aplicativo disponível na App Store, pois era gratuito. Fomos pegos de surpresa por um executivo da Apple que nos obrigou a adicionar In-App Purchases para continuarmos disponíveis no serviço deles”, contou Yen. Ele alega que sentiu como se os executivos da Apple tivessem visto algo que fizesse referência a algum retorno financeiro direto à companhia, e quisessem se aproveitar dessa renda. 

publicidade

A equipe por trás do aplicativo não teve outra escolha e obedeceu à empresa. Entretanto, por conta dessa obrigação, o valor da assinatura do ProntoMail ficou mais cara com o intuito de permanecer lucrando mesmo tendo que pagar a taxa de 30% que a Apple exige para manter alguns desenvolvedores dentro da App Store.

prontomail.jpgDesenvolvido por cientistas do CERN e do MIT, o ProtonMail é um serviço de e-mails criptografados lançado em 2016. Créditos: Divulgação

Andy também criticou a posição autoritária da Apple, que expulsa àqueles desenvolvedores ou empresas que não seguem a risca tudo o que a companhia manda. 

Epic Games X App Store

Quando a Apple mudou as regras da App Store, em setembro, permitindo que apps disponibilizem serviços pagos sem necessariamente oferecê-los dentro da própria loja, a Epic Games, desenvolvedora do ‘Fortnite’, chegou a solicitar à justiça o retorno do jogo à App Store. 

O game acabo sendo banido em agosto deste ano após a empresa ter violado as regras da loja. A empresa, que removeu outros títulos da App Store, já tinha se movimentado judicialmente e vencido, quando autoridades legais americanas decidiram que a Apple não poderia banir todos os games que utilizam a “Unreal Engine” de sua plataforma.

Via: The Verge