EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em coluna para a plataforma de notícias científicas Live Science, o astrofísico Paul Sutter comentou sobre as implicações surpreendentes encontradas em novas pesquisas sobre um tipo hipotético de buraco negro que conteria um “universo fractal” interior que quebraria todas as leis da física.

“Seria um miniuniverso fractal, repetindo-se infinitamente de escalas grandes a pequenas”, explicou Sutter. “É absolutamente impossível descrever como seria atravessar uma paisagem dessas, mas com certeza seria estranho”, acrescentou.

publicidade

A pesquisa que relatou as implicações está disponível em um artigo que já está armazenado nos arquivos de universidades conceituadas internacionalmente, como Stanford. O foco do estudo são os “buracos negros carregados no espaço anti-de Sitter”, que se tratam de um tipo exótico de buraco negro que ainda não teve sua existência confirmada.

Reprodução

Fractais são figuras geométricas não clássicas comumente encontradas na natureza. Suas partes separadas repetem os traços do todo completo. Imagem: Shutterstock

“Os pesquisadores descobriram que as regiões mais internas de um buraco negro supercondutor podem apresentar um universo em expansão em miniatura grotesca, um lugar onde o espaço pode se esticar e deformar em taxas diferentes e direções diferentes”, explicou Sutter.

publicidade

O estudo é longo e complexo. De acordo com Sutter, que conseguiu analisar o conteúdo, os autores ainda não podem especular sobre o que aconteceria na singularidade de uma situação em que a densidade do buraco negro se torna infinita. Segundo ele, o resultado seria um visual alucinógeno.

“Quem sabe o que você encontrará no centro de um buraco negro supercondutor, mas pelo menos você gostará de passar por ele”, escreveu Sutter.

 

Via: Futurism