EnglishPortugueseSpanish

Da Terra à Estação Espacial Internacional em apenas 3h

Redação 14 de outubro de 2020
publicidade

Três horas e três minutos. Esse é o tempo que separa o cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, da Estação Espacial Internacional. O novo plano de voo foi testado hoje: a missão Soyuz MS-17 decolou às 2h45 pelo horário de Brasília com a astronauta Kate Rubins, dos Estados Unidos, e os cosmonautas Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov, da Rússia.

Após a partida, a Soyuz se acoplou à Estação às 5h48 pelo horário de Brasília. Depois da verificação da pressurização da cápsula, os novos tripulantes se juntaram a Chris Cassidy, dos Estados Unidos, e Anatoli Ivanishin e Ivan Vagner, da Rússia, que já estavam a bordo. Até agora, as viagens demoravam seis horas pela antiga rota expressa ou dois dias com a abordagem mais conservadora.

publicidade

Esta foi a última vez que astronautas americanos viajaram em um foguete russo até a Estação Espacial Internacional. A próxima missão americana tripulada para lá será a Crew-1, em um foguete Falcon 9 com a cápsula Crew Dragon, da SpaceX.

A bordo estarão três astronautas americanos, Michael Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker, e um japonês, Soichi Noguchi. O lançamento está programado para 31 de outubro.