EnglishPortugueseSpanish

Fazendo jus ao tamanho dos corpos celestes envolvidos, as galácticas são eventos longos e complexos que podem levar milhões de anos. Agora, o familiar Telescópio Espacial Hubble – ou apenas Hubble – parece ter capturado uma imagem que mostra duas galáxias nos estágios preliminares dessa dança cósmica épica que terá fim algum dia, num futuro bem distante.

Reprodução

publicidade

Interação das galáxias NGC 2799 e NGC 2798. Imagem: Nasa/ESA

Na imagem, é possível notar claramente as duas galáxias. À esquerda, a comprida e fina é NGC 2799, enquanto que à direita está sua vizinha NGC 2798. As galáxias ainda não estão fundidas, mas parecem destinadas a se unir. Por estarem próximas, a gravidade de ambas resulta na mudança estrutural mútua.

Galáxias NGC 2799 (à esquerda) e NGC 2798 (à direita) .

Galáxias NGC 2799 (à esquerda) e NGC 2798 (à direita) . © Foto / ESA / Hubble & NASA, SDSS, J. Dalcanton Acknowledgement: Judy Schmidt (Geckzilla)

“Essas duas galáxias aparentemente formaram uma tromba d’água lateral, com estrelas da NGC 2799 parecendo cair na NGC 2798 quase como gotas de água”, disse a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) em um comunicado nesta segunda-feira (19). Vale lembrar que o Hubble é um projeto conjunto da Nasa e da ESA.

Apesar de parecerem eventos dramáticos e violentos, as fusões galácticas são mais suaves do que se imagina. “Embora se possa pensar que a fusão de duas galáxias seria catastrófica para os sistemas estelares internos, a quantidade de espaço entre as estrelas significa que as colisões estelares são improváveis e as estrelas normalmente passam umas pelas outras”, explicou a ESA. Em síntese, é como se a família aumentasse.

A incrível imagem da provável fusão galáctica capturada por Hubble é só mais uma na coleção de registros impressionantes que o telescópio tem feito em seus pouco mais de 30 anos espaço afora. Que o trabalho continue!

publicidade

Via: CNET