EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O próximo smartphone topo de linha da Samsung – tentativamente chamado de “Galaxy S21” ou “Galaxy S30” – trará “apenas” 25W de potência em sua tecnologia de recarga de bateria. O número foi revelado acidentalmente pelo CNCA, órgão que regulamenta dispositivos eletrônicos na China, que recebeu documentação oficial para um aparelho “SM-G9910”. O codinome pode ser designado para referir-se ao modelo básico do próximo flagship da fabricante sul-coreana.

O certificado obtido pelo órgão posiciona o carregador do Galaxy S21 em uma voltagem de 11V a 2,25 amperes (A). Em teoria, isso desmente boatos anteriores de que o aparelho traria capacidade de até 65W.

publicidade

O número está dentro das tendências atuais de alta velocidade de recarga, adotadas pela maioria das fabricantes de smartphones, entretanto, pelo que indicam os números divulgados, o Galaxy S21 não traz uma potência inovadora neste aspecto. Vale lembrar que, embora a capacidade de 25W seja estipulada em documento oficial, nada impede que o aparelho entregue números superiores a isso por meio de adaptadores especiais.

Reprodução

Descritivo das especificações técnicas do Samsung Galaxy S21, segundo documentos obtidos por órgão de regulamentação chinês. Imagem: RootMyGalaxy/Reprodução

 

publicidade

Vale ressaltar que o certificado refere-se apenas ao modelo de base do Galaxy S21 e não traz qualquer referência a versões diferenciadas. A expectativa é que, a exemplo do que fez no Galaxy S20, a Samsung crie uma versão “Plus” e uma versão “Ultra” do novo smartphone, o que deve alterar consideravelmente as suas capacidades de hardware, incluindo a de recarga.

Diversas razões para isso podem ser especuladas: ampliar a potência de recarga de um smartphone requer um investimento maior, o que poderia deixar o Galaxy S21 mais caro quando chegar às prateleiras. Fora isso, é importante lembrar que a Samsung é cautelosa quando toca em assuntos como “gerenciamento de energia”, considerando todos os problemas enfrentados pelo Galaxy Note 7, de 2016, que esquentava excessivamente e diversos modelos chegaram a explodir.

As informações ainda não foram corroboradas de forma independente e a Samsung não comentou os rumores, porém, o fato de elas virem de uma entidade governamental adicionam fundamento ao relato. 

Chegada antecipada

Outra informação não confirmada refere-se ao lançamento do novo smartphone: segundo o especialista em tecnologia Steve Hemmerstoffer – conhecido pelo seu perfil no Twitter “@OnLeaks” -, o Samsung Galaxy S21 deve ser lançado pela fabricante sul-coreana em janeiro de 2021. Se isso se confirmar, representaria uma antecipação ao calendário tradicional da empresa, que costuma mostrar novidades da família Galaxy apenas em fevereiro.

O OnLeaks também aponta para alguns detalhes do hardware do novo aparelho. Segundo ele, o Samsung Galaxy S21 contará com displays de 6,2 polegadas (achatado) com uma câmera frontal, enquanto o S21 Ultra contará com display curvo entre 6,7 e 6,9 polegadas. Ainda sobre a versão Ultra, ela pode trazer suporte à caneta S-Pen, mas sem um espaço para guardá-la – este já é um recurso exclusivo da família Galaxy Note.

Na traseira, um módulo mais robusto deve abrigar até quatro câmeras: os detalhes de resolução e abertura de cada uma não foram informados, mas o OnLeaks afirma que uma das lentes será uma teleobjetiva para captura de objetos à longa distância.

Fonte: SamMobile