EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Usuários do WhatsApp no iOS vão receber em breve um recurso já existente na versão Android, o qual mostra um relatório detalhado de como as conversas no app estão usando a memória interna de seu smartphone. Além disso, uma nova tela traz mais indícios de que, em breve, o WhatsApp terá suporte a múltiplos dispositivos, um dos recursos mais pedidos entre os usuários.

O relatório de armazenamento fica em Settings /Storage and Data/Manage Storage. Lá o usuário verá uma nova interface, com três seções. A primeira tem uma barra, indicando quanto de espaço em seu aparelho os dados (conversas, áudio, vídeo, imagens, etc) do WhatsApp estão ocupando, em relação ao uso total da memória interna.

publicidade

Na segunda seção, o usuário pode ver quais arquivos foram compartilhados, para excluir mídia desnecessária e liberar espaço. Isso inclui arquivos encaminhados e arquivos grandes.

Reprodução

Relatório de armazenamento em beta do WhatsApp. Foto: WABetaInfo

Na última seção, há uma lista das conversas, com a possibilidade de buscar por alguma específica. Este novo relatório só está chegando agora ao iOS, mas existe no Android desde a versão 2.20.201.9, lançada no fim de setembro.

publicidade

Outra novidade é uma tela para “usar o WhatsApp em outros dispositivos”, indicando que o tão aguardado suporte a múltiplos aparelhos está próximo. Um botão chamado “Link a device” permite conectar um dispositivo a uma conta, e será possível usar até quatro aparelhos em uma conta. No momento, entretanto, este recurso está inativo.

Finalmente, silêncio

Um outro recurso há muito aguardado chegou a todos os usuários do WhatsApp nesta última semana: a capacidade de silenciar permanentemente uma conversa. Antes só era possível fazer isso por oito horas, uma semana ou um ano. Agora, a opção de um ano foi substituída por “para sempre”.

Pode parecer uma opção radical, mas é útil para quem não quer acompanhar em tempo real todas as mensagens de um grupo de alto tráfego, ou aqueles grupos de família dos quais não dá para sair.

Fonte: WABetaInfo