EnglishPortugueseSpanish
publicidade

No começo do ano, durante a CES 2020, a empresa chinesa TCL começou a falar sobre smartphones com telas enroláveis. Agora, um pequeno vídeo mostra como um protótipo de celular da empresa consegue ter seu display estendido de 4,5 polegadas para 6,7 polegadas sem aumentar significativamente a espessura do dispositivo.

publicidade

A empresa revelou recentemente que esse projeto foi criado com a capacidade de poder ser desenrolado mais de 200 mil vezes – além de confirmar que trabalha ativamente na tecnologia. No entanto, durante a IFA 2020, a companhia disse que não tinha planos para lançar um smartphone do tipo até o fim deste ano. Mesmo assim, um celular com essa tecnologia é bastante promissor.

Smartphone com câmeras escondidas

Vale lembrar que essa não é a única novidade em que a TCL trabalha. Em agosto, a empresa registrou uma patente que mostra um telefone futurista que se destaca por não ter câmeras visíveis na parte frontal e nem traseira.

As ilustrações registradas junto com a patente mostram que o possível smartphone tem protuberâncias maiores na região dos sensores ópticos. Tanto o frontal quanto o traseiro estariam atrás de painéis LCD, que se tornariam transparentes quando a câmera for acionada.

Reprodução

publicidade

Aparelho não possui câmeras visíveis. Foto: Let’s Go Digital/ Reprodução

Esta tecnologia não é totalmente inovadora. A ZTE planeja lançar o modelo Axon 20, um aparelho com uma câmera frontal “invisível”. O telefone também utiliza a transparência na tela, no momento de uso da câmera. Até o momento, não tem data de chegada no mercado brasileiro.

Vale ressaltar que trata-se ainda de um protótipo. Logo, existe a sólida possibilidade de outras mudanças e atualizações aparecerem neste modelo, especificamente. O mais importante é perceber que certos marcos da tecnologia, como a presença de duas câmeras camufladas, já estão no horizonte de produção do mercado.

O mercado de smartphones vem procurando soluções para tornar sutil a presença das câmeras nos aparelhos. Isto segue a tendência de utilizar ao máximo a área física do aparelho para funções interativas. Os polêmicos notches se tornaram a alternativa mais adotada pelo mercado, presente em diversos aparelhos das mais diversas faixas de preço.

Via: GizChina