EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em uma atualização recente, a Microsoft trouxe uma série de novidades à Xbox Game Bar no Windows 10. Agora, os usuários têm acesso a todas as estatísticas de quais aplicativos ocupam recursos de RAM, CPU e GPU.

Embora atualmente existam diversos softwares que podem fazer o mesmo, é bastante interessante observar que essa função foi integrada a um recurso que não exige tanto do computador e que já está presente por padrão no Windows 10.

publicidade

Reprodução

Tarefas serão mostradas de acordo com o consumo de recursos. Foto: Microsoft/ Divulgação

publicidade

O que a nova ferramenta faz é classificar por ordem de impacto as tarefas realizadas pelo computador. As categorias são divididas entre baixo, médio ou alto consumo. É possível fixar a barra com essas informações na área de trabalho ou acessá-la durante um jogo, por exemplo. Isso permite que programas que exijam muito da máquina possam ser fechados sem que seja necessário abandonar o game.

Além disso, uma nova seção dentro da Xbox Game Bar permite que o usuário tire dúvidas sobre o DirectX 12 Ultimate. API que promete unificar a tecnologia gráfica entre PC e Xbox Series X.

A atualização que implementa a barrra de tarefas atualizada começou a ser disponibilizada gradualmente. Por esse motivo, pode ser que ainda não esteja liberada para todos os usuários.

Mudanças de interface

A Microsoft está preparando grandes mudanças para “revigorar” a interface do Windows 10. Segundo o site Windows Central, elas serão parte de uma atualização do sistema que atualmente tem o codinome interno “Sun Valley”, com lançamento previsto para o final de 2021.

O projeto estaria sendo liderado pela equipe Windows Devices and Experiences, liderada por Panos Panay, “pai” da família Surface, que assumiu o posto em fevereiro deste ano. Em maio a empresa anunciou que em 2021 iria “reinvestir no Windows 10”, e a Sun Valley seria um fruto desse investimento.

Ainda não há uma lista do que irá mudar no Sun Valley, mas fontes do site afirmam que haverá “novas experiências” centradas no Menu Iniciar e Action Center, provavelmente baseadas nas encontradas no Windows 10X, mas modificadas para um ambiente desktop. A Microsoft também estaria trabalhando em uma barra de tarefas atualizada, construída com código moderno, e uma nova interface para o Explorador de Arquivos.

Via: The Verge