O Google Meet começou a receber nesta sexta-feira (30) a função de personalizar imagens de fundo em videochamadas. O recurso é esperado desde agosto, quando o Google anunciou futuras novidades do serviço. Em comunicado, a empresa cita que é possível usar “imagens escolhidas a dedo”, como de “escritórios, paisagens e fundos abstratos”. Por outro lado, o usuário também poderá fazer uploads de imagens próprias.

As imagens que devem compor o fundo de uma videochamada no Meet, entretanto, só estão disponíveis no navegador Chrome (Windows e Mac). Inicialmente, o recurso também estará disponível no Chrome OS. A empresa disse que “o suporte para aplicativos móveis do Meet estará disponível em breve”, mas sem citar nenhuma data.

publicidade

Reprodução

Google informa que recurso pode demorar até sete dias para ser exibido em todos os dispositivos. Imagem: Google/Reprodução

Para alterar o plano de fundo durante uma videochamada, basta que o usuário clique no ícone de plano de fundo e, em seguida, no botão de “trocar imagem de fundo”. Não é necessário instalar nenhum plugin externo ao navegador, tampouco baixar algum arquivo para usar a novidade.

Batendo de frente com o Zoom

A novidade também faz parte do esforço do Google de implementar novidades vistas também em concorrentes como o Zoom. No mês de setembro, foi liberada a função de desfocar o fundo das chamadas. Posteriormente, o Meet trouxe para usuários do Android e iOS a função de cancelamento ativo de ruído.

O Google também informa que os alunos – participantes de reuniões organizadas por clientes educacionais – não poderão selecionar a sua própria imagem de fundo. O recurso começa a ser lançado a partir de hoje para usuários e clientes dos planos Essentials, Business (Starter, Standard e Plus), Enterprise (Essentials, Standard, for Education e Plus), e contas pessoais (ou de organizações sem fins lucrativos).

No terceiro trimestre do ano, o Meet registrou mais de 7,5 bilhões de minutos diários em videochamadas. O maior número de participantes ativos em reuniões diárias, no período, foi de 235 milhões.